Menu Criativo

06/12/2018

E-book de Natal
6.12.180 Comentários

Época de Natal é quase sempre uma loucura para quem recebe hóspedes ou convidados para a ceia. Mas não precisa ser assim. A ceia e almoço de natal pode ser uma festa sem estresse e cheia de comidas deliciosas!

Por isso eu decidi fazer o E-book Feliz Natal, com dicas de organização, decoração e 3 cardápios completos que podem ser mesclados entre si. (tem até drinks!)

Clique na Imagem para Saber Mais

receitas natal

Clique na Imagem para Saber Mais

Aí você vai me dizer: Ah, mas tem que pagar... 
Aqui no blog tem muitas receitas e dicas de decoração que você pode se inspirar e fazer uma festa linda! Mas no e-book as receitas são exclusivas, algumas bem clássicas e outras que podem se tornar queridinhas das suas ceias. 

Comprar o e-book é uma forma de ajudar o blog, desta forma conseguimos manter tudo lindo e gratuito por aqui para vocês. 

Ah, e tem muitos arquivos gratuitos para você baixar na nossa aba Downloads
Espero que gostem, porque vem muito mais por aí!!
Leia Mais

05/12/2018

Sal de Ervas
5.12.180 Comentários
Todo mundo já sabe que o excesso de sal na alimentação faz um mal danado à nossa saúde, certo? Então o que podemos fazer para reduzir o consumo e manter o sabor da nossa refeição? O sal de ervas é uma opção mais saudável e super saborosa para temperar. 
Dá uma olhada:

sal ervas

Sal de ervas

2 colheres de sopa (cheia) de sal;
2 colheres de sopa (cheia) de salsa desidratada; 
2 colheres de sopa (cheia) de alho em pó; 
2 colheres de sopa (cheia) de orégano desidratado; 
2 colheres de sopa (cheia) de manjericão desidratado.

Bata tudo no liquidificador, armazene em recipiente fechado na geladeira.

Dica: Você pode acrescentar também gergelim, cebola desidratada ou outras ervas desidratadas de acordo com as mais utilizadas em sua região.
Leia Mais

04/12/2018

O Que São Alimentos Orgânicos
4.12.180 Comentários
Promover qualidade de vida com proteção ao meio ambiente. Este é o objetivo da produção orgânica vegetal e animal.

A principal característica deste sistema de produção é a não utilização de agrotóxicos, adubos químicos ou substâncias sintéticas que agridam o meio ambiente. Para ser considerado orgânico, o processo produtivo deve contemplar o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais, respeitando relações sociais e culturais. 


O produtor orgânico se dedica muito para poder entregar produtos com grande valor nutricional e livres de contaminação por agrotóxicos, medicamentos veterinários, transgênicos e tudo mais que possa por em risco a saúde das pessoas, dos animais e do meio ambiente.

Ao adquirir produtos orgânicos, o consumidor leva para casa alimentos saudáveis, cultivados em sistemas produtivos livres de agrotóxicos e materiais sintéticos e contribui para o fortalecimento de um novo modelo de produção agropecuária e agroindustrial, em que se leva em conta diversas questões fundamentais à sobrevivência do planeta, como, por exemplo, a manutenção da quantidade e qualidade da água e a manutenção da biodiversidade. A sobrevivência e a qualidade de vida das gerações futuras dependem fundamentalmente de nossas práticas produtivas e de nossos hábitos de consumo. 

O poder do selo verde 

O selo verde que identifica alguns produtos orgânicos tem muito valor. Significa não só que aquele alimento foi cultivado com fertilizantes naturais, sem agrotóxicos nocivos, mas também que a produção respeitou os direitos dos trabalhadores, não empregou menores e não agrediu o planeta. E, igualmente importante, considera seriamente a saúde do consumidor. 

Para se ter uma ideia de quanto o tema é recente, o cultivo e a comercialização dos produtos orgânicos no Brasil só foram regulamentados em 2003, pela Lei 10.831, que demorou mais quatro anos para ser regulamentada pelo Decreto 6.323. O artigo 1º da Lei 10.831 dá uma boa ideia do alcance da agricultura orgânica, ao definir seus objetivos: oferta de produtos saudáveis isentos de contaminantes intencionais, preservação da diversidade biológica dos ecossistemas naturais, incremento da atividade biológica do solo, manutenção da fertilidade da terra no longo prazo, promoção do uso saudável do solo, da água e do ar e redução ao mínimo de todas as formas de contaminação desses elementos – entre várias outras metas. 

O texto da lei é o suficiente para mostrar, com clareza, a importância dos produtos orgânicos para um país e seus habitantes. Trata-se, acima de tudo, da preservação da saúde e da natureza, da não agressão ao organismo e ao meio ambiente. Além disso, em geral o alimento orgânico é mais saboroso do que aquele produzido por métodos convencionais. Pelas leis da economia, a procura é o que estimula a oferta – ou seja, quanto maior o número de pessoas que procuram produtos orgânicos, maior será a disposição de produzi-los, o que com o tempo resulta em preço menor e mais qualidade.

Fonte: Ministério da Saúde
Leia Mais

03/12/2018

12 Atitudes Saudáveis para 2019
3.12.180 Comentários
Ideias fáceis de aplicar no dia a dia podem fazer toda a diferença em sua qualidade de vida. Confira e adote!


Alimente-se com prazer e sem pressa. Preste atenção no sabor, no aroma e na textura dos alimentos e procure mastigar devagar. Segundo o Ministério da Saúde, a duração ideal para uma refeição completa (salada, prato principal e sobremesa) é de pelo menos 20 minutos.

Pratique exercícios físicos diariamente: caminhe, ande de bicicleta, faça ioga, jogue futebol ou basquete... São muitas as opções! Segundo a Organização Mundial da Saúde, 30 minutos diários já são suficientes para bons resultados. E não se esqueça de, antes de iniciar um programa de exercícios,
procurar um educador físico e um médico.

Tente dormir bem. Ter uma boa noite de sono é uma das coisas mais importantes que você pode fazer por seu corpo. Para isso, criar alguns rituais pode ajudar: um banho quente, uma xícara de chá, uma cama macia e um quarto ventilado, silencioso e escuro.

Medite. Essa prática, além de acalmar, ajuda a driblar a ansiedade e equilibrar os pensamentos. Veja esta meditação simples, de cerca de 20 minutos: Sente-se em um lugar calmo e programe o tempo da meditação com um despertador. Escolha uma música relaxante ou concentre-se no ritmo de sua respiração. Feche os olhos e deixe os pensamentos fluírem sem interagir com eles.

Beba água, sempre. Manter o organismo hidratado é essencial para que ele realize suas funções de maneira adequada. O Ministério da Saúde recomenda a ingestão de, no mínimo, 2 litros de água por dia, dando preferência para o consumo nos intervalos das refeições. 

Inclua fibras em sua dieta. Encontradas nos alimentos de origem vegetal, elas auxiliam na regulação do funcionamento do intestino. A recomendação do Ministério da Saúde é consumir 25 gramas de fibras diariamente. Elas podem ser encontradas nas frutas, verduras, leguminosas, cereais matinais feitos com grãos integrais, cereais e pães integrais, além de barras de cereais.

Coma todos os dias pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches. São alimentos ricos em vitaminas, minerais e fibras e contribuem para a manutenção da saúde.

Pare! Simplesmente se dê um tempo para fazer nada todos os dias. Sente-se confortavelmente com a coluna ereta, feche os olhos por cerca de dez minutos, preste atenção em sua respiração e relaxe.

Alongue-se pelo menos três vezes ao dia: ao acordar, espreguiçando se; após o almoço, para ganhar pique; e à tarde, para descansar as costas.

Faça uma bela faxina em sua casa. Doe aquilo que já não lhe serve mais, como papéis inúteis, revistas velhas, objetos quebrados etc.

Invista na organização, anotando gastos, listas de compras, tarefas a cumprir... O fato de colocar tudo no papel faz com que o compromisso assumido se torne ainda mais forte.

Quando der, troque o carro pela bicicleta ou vá a pé. Usando apenas o carro, seu corpo fica privado do movimento físico. Utilize-o apenas quando for necessário. Dê preferência, em distâncias menores,
à bicicleta ou caminhadas.
Leia Mais

30/11/2018

Novidades e Lançamentos do Mês - Novembro/2018
30.11.180 Comentários

A Bauducco preparou uma deliciosa fornada de novidades que agrada a todos os gostos. Além da linha tradicional de Panettones, a marca apresenta uma novidade para os consumidores que são fãs de chocolate: o Chocottone sabor SNICKERS, uma combinação incrível dos sabores chocolate, caramelo e amendoim com a deliciosa massa do panettone Bauducco! A novidade é fruto da parceria entre Bauducco e Mars Brasil, iniciada na Páscoa deste ano.

Sodiê Doces lança cinco sabores de panetone, em parceria com a Nestlé. O Alpino é uma das opções de sabores. O panetone com gotas de chocolate ao leite é recheado com chocolate trufado Alpino e coberto com chocolate ao leite e riscas de chocolate meio amargo. Os amantes de doce de leite têm a opção perfeita, a massa é produzida com gotas de chocolate ao leite e recheado com doce de leite e coberto com chocolate ao leite e riscas de chocolate branco. Para os amantes de brigadeiro, a Sodiê Doces lança o panetone com gotas de chocolate, recheio de brigadeiro e coberto com chocolate granulado. E quem não dispensa coco, a marca traz um produto com gotas de chocolate ao leite, recheado de cocada e coberto com chocolate ao leite e coco seco em flocos. E o último lançamento é o Chocomoça: de gotas de chocolate ao leite, recheado com leite condensado e leite condensado de chocolate e coberto com chocolate branco e ao leite. Os panetones tem em média 700g, vem em uma caixa desenvolvida especialmente para a ação. O valor é sob consulta.

A Ladelli, marca do grupo Pif Paf, está com mais uma novidade de dar água na boca: o Bolinho de Bacalhau com recheio de requeijão. É mais uma opção prática para a confraternização com a família e amigos, ou para aquele lanche especial! O salgadinho de origem portuguesa ganhou ainda mais sabor com o recheio, basta aquecer no forno ou no micro-ondas e pronto! O bolinho, que veio para fazer parte do time de mais de 350 itens da companhia, já está disponível para comercialização.

Em co-branding inédito, a Arcor do Brasil lança com a LOS LOS, o primeiro sorvete de 7 Belo, que traz o sabor inconfundível da famosa bala que atravessa gerações no Brasil. A novidade, que conta com o tradicional aroma de framboesa e base de leite, foi desenvolvida após pesquisas que identificaram a aceitação de consumo. Essa junção faz com que a minipaleta de 65g tenha o mesmo gostinho da infância, despertado pelo vínculo emocional que a bala tem com os consumidores. 

A Danone lança no país uma nova marca: a YoPRO. Com alto teor de proteínas e diferentes sabores, os novos produtos contribuem para saciedade e recuperação muscular, complementando a alimentação de forma prática e saborosa.
Com 15 gramas de proteína por embalagem, os primeiros lançamentos estão disponíveis na versão iogurte (160g) com zero adoçantes artificiais e bebida láctea (250ml) com baixo teor de gorduras, ambos com formulação zero lactose e zero adição de açúcares, além de serem fonte de cálcio.

A Itambé e a Fini se uniram para trazer ao mercado uma deliciosa novidade: o iogurte Itambé com balas de gelatina Fini. O item representa uma inovação em ambas as categorias, já que esse é o primeiro iogurte com balas de gelatina do mercado. A combinação reúne sabor e textura, para apresentar ao mercado uma nova experiência de consumo, um produto nutritivo e surpreendente.
O iogurte pode ser encontrado nos sabores framboesa e tutti-frutti, enquanto as balas vêm nas cores: amarela com sabor laranja; vermelha com sabor morango; e verde com sabor maçã verde. 

A Knorr agora investe em uma nova categoria e apresenta ao mercado a mais nova adição ao seu portfólio: as massas Knorr. 
As novas massas Knorr são livres de sódio e conservantes e possuem cinco tipos de cortes: Pena, Espaguete, Ninho, Parafuso e Padre Nosso. Além disso, elas estão disponíveis em quatro versões: Sêmola, Sêmola Com Ovos, Grano Duro (elaborada com sêmola de Trigo Durum importada resultando em uma massa com consistência "al dente") e Integral (rica fonte de fibras e proteínas, ideal para quem deseja manter uma alimentação equilibrada e nutritiva).

A Kellogg's lança três novos sabores de granolas integrais: Tradicional, Banana e Maçã e Nuts. Aliando sabor e qualidade nutricional, os produtos contam com uma nova receita desenvolvida com menos açúcar – uma redução de aproximadamente 58% em relação à versão anterior - muito mais sabor, menos sódio, baixo teor de gordura saturada e zero gordura trans.
As receitas das granolas foram reformuladas e o resultado tornou possível não só a redução do açúcar, com a substituição pelo demerara, como também um sabor mais acentuado, aromas naturais e um produto ainda mais crocante, resultado da mistura de flocos, aveia, nuts e frutas nas receitas – o que garante alto teor de fibras. Em sua nova fórmula, as granolas também passaram a ser integrais, mantendo todas as propriedades originais e nutricionais dos grãos inteiros.
Leia Mais

29/11/2018

Glossário Cervejeiro
29.11.180 Comentários
Você já ouviu falar em Cultura da Cerveja? Em plena expansão no Brasil, a Cultura da Cerveja apresenta profundidade e complexidade, abrangendo termos específicos do segmento. Para auxiliar na compreensão dessas palavras, a Mestre-Cervejeiro.com, maior rede de lojas de cervejas artesanais do país, elaborou um glossário com os termos comumente encontrados e seus significados para os apreciadores da bebida. 


Confira abaixo alguns dos principais termos cervejeiros e boa degustação!

ABV: Sigla de Alcohol by Volume, "Álcool por Volume" em inglês. É definido como o volume em ml de etanol puro em 100 ml de uma solução a 20°C. Ou seja, uma cerveja com 10% de ABV contém 10 ml de etanol puro a cada 100 ml de cerveja.

Ale: Uma das três grandes famílias cervejeiras. Agrupa todos os estilos produzidos com leveduras Ale (também conhecidas como de alta fermentação), geralmente da espécie Saccharomyces cerevisiae. Esta levedura trabalha em temperaturas mais elevadas, entre 15 e 25°C e caracteriza-se pela produção de ésteres frutados.

Brassagem: Sinônimo de maceração dos maltes, etapa na qual os açúcares são extraídos dos grãos através da atuação de diferentes enzimas ativadas pelo aquecimento da água em diferentes temperaturas.

Carbonatação: Teor de gás carbônico (dióxido de carbono - CO₂) presente na cerveja.

Drinkability: Termo subjetivo usado para descrever o quanto uma cerveja é fácil de beber. Uma cerveja com baixo drinkability sacia ou torna-se enjoativa mais rapidamente do que uma com alto drinkability. Importante lembrar que este termo não reflete qualidade técnica ou sensorial, pois uma cerveja com baixo drinkability pode mesmo assim ser de excelente qualidade.

Fermentação: Processo no qual a levedura consome os açúcares fermentáveis do mosto, transformando-os em álcool etílico e gás carbônico (dióxido de carbono - CO₂).

Growler: Garrafão para transporte de cerveja. Geralmente feito de cerâmica, vidro ou aço inox. Existem growlers de diferentes capacidades, sendo o mais comum entre 1 e 3 litros.

Homebrewing: Prática de produção caseira de cervejas. Quem pratica este hobby é denominado homebrewer, ou cervejeiro/a de panela.

Lager: Uma das famílias cervejeiras. As Lagers são também chamadas de cervejas de "baixa fermentação". Engloba estilos como Bohemian Pilsner, Schwarzbier, Doppelbock, entre outros.

Levedura: Também chamada de levedo ou fermento. Termo genérico para as diversas espécies de fungos unicelulares responsáveis pelo consumo de açúcares fermentáveis – presentes no mosto de cervejas, vinho e massas de pão, por exemplo –, transformando-os em álcool etílico e gás carbônico (dióxido de carbono - CO₂). A origem da palavra vem do latim levare, que significa "crescer" ou "fazer crescer".

Lúpulo: Espécie de trepadeira que produz flores empregadas na fabricação de cerveja por serem ricas em uma resina que traz amargor e aroma às cervejas.

Malte: Matéria-prima rica em açúcares fermentáveis produzida a partir da germinação e secagem de diferentes grãos, geralmente cevada e trigo.

Maturação: Processo após a fermentação no qual a cerveja é mantida em torno 0°C por algumas semanas para sedimentar todas as partículas sólidas e "arrendondar" os sabores. Muitas vezes adjuntos como frutas, ervas e especiarias são adicionados nesta etapa, assim como o dry-hopping.

Pasteurização: Processo de esterilização de alimentos como cerveja, leite e queijos, desenvolvido por Louis Pasteur em 1864. Consiste no aquecimento do produto abaixo de seu ponto de ebulição por alguns minutos e subsequente resfriamento.

Turbidez: Redução da transparência de um líquido. Nas cervejas é comum encontrar turbidez devido a presença de leveduras (por não serem filtradas) e partículas de lúpulo (geralmente quando emprega-se a técnica de dry hopping) em suspensão. Em alguns casos pode ocorrer também devido ao Chill Haze("Turbidez a frio" em inglês).

Para ver o Glossário completo e conhecer outros termos, acesse: Mestre Cervejeiro
Leia Mais

28/11/2018

Caldos Caseiros
28.11.180 Comentários
Aqueles cubinhos (ou sachês) de caldos prontos vendidos nos supermercados são produtos ultraprocessados que contêm grande quantidade de sal e devem ser evitados. O manual "Alimentação Cardioprotetora", do Ministério da Saúde em parceria com o Hospital do Coração (HCor), ensina algumas opções de temperos saborosos e nutritivos para fazer em casa, congelar e deixar disponível para uso quando for cozinhar.
como fazer caldo caseiro
Para proteger a saúde do coração, a recomendação é utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar alimentos. E investir em preparações culinárias variadas, saborosas e nutricionalmente balanceadas.

Receitas de caldos caseiros


Caldo de carne

300g de acém ou outro corte de carne; 
1 cebola grande picada em cubos grandes; 
1 talo de salsão cortado em cubos grandes; 
1 litro de água filtrada;
2 cenouras médias, com casca, picadas em cubos grandes.

Doure os cubos de carne em uma panela bem quente; 
Acrescente os demais ingredientes, exceto a água, e deixe dourar mais um pouco até que o fundo da panela escureça; 
Coloque a água e deixe ferver até que todos os ingredientes estejam bem cozidos (aproximadamente 40 minutos); 
Coe o líquido e congele o caldo em forminhas de gelo. Utilize conforme a necessidade.

Caldo de frango

300g de frango em cubos ou de carcaça; 
1 cebola grande picada em cubos grandes; 
1 talo de salsão cortado em cubos grandes; 
1 litro de água filtrada;
2 cenouras médias, com casca, picadas em cubos grandes.

Doure o frango ou a carcaça em uma panela bem grande; 
Acrescente a cenoura, a cebola e o salsão e deixe dourar mais um pouco, sem deixar que o fundo da panela escureça; 
Acrescente a água e deixe ferver até que todos os ingredientes estejam bem cozidos (aproximadamente 40 minutos); 
Coe o líquido e congele o caldo em forminhas de gelo. Utilize conforme a necessidade.

Caldo de legumes

2 talos de salsão cortados em cubos grandes; 
2 cenouras cortadas em fatias; 
5 grãos de pimenta do reino;
1 cebola grande cortada em quatro partes;
2 folhas de louro; 
2 litros de água filtrada.

Lave bem todos os legumes, especialmente as folhas de salsão; 
Doure os legumes e os temperos em uma panela; 
Acrescente a água e deixe ferver até que todos os ingredientes estejam bem cozidos (aproximadamente 40 minutos); 
Coe o líquido e congele o caldo em forminhas de gelo. Utilize conforme a necessidade.

Caldo de peixe

300g de sobras e aparas de peixe cortados; 
1 cebola grande picada em cubos grandes; 
1 talo de salsão cortado em cubos grandes; 
1 litro de água filtrada;
2 cenouras médias, com casca, picadas em cubos grandes.

Doure as aparas do peixe em uma panela bem grande; 
Acrescente a cenoura, a cebola e o salsão e deixe dourar mais um pouco, sem deixar que o fundo da panela escureça; 
Acrescente a água e deixe ferver até que todos os ingredientes estejam bem cozidos (aproximadamente 40 minutos); 
Coe o líquido e congele o caldo em forminhas de gelo. Utilize conforme a necessidade.

Extraído da publicação "Alimentação cardioprotetora: manual de orientações para profissionais da saúde básica".
Leia Mais

LinkWithin

Licença Creative Commons
Menu Criativo de Ana Paula Castelli está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

Menu Criativo® é uma marca registrada por Ana Paula Castelli sob nº processo 906768420 no INPI.