Menu Criativo

16/11/2018

5 Alimentos para Combater a TPM
16.11.180 Comentários
A Tensão Pré-Menstrual está no calendário. Não tem jeito, já que a TPM faz parte do ciclo natural do corpo da mulher. Com ela, chegam sintomas como ataques de nervos, inchaço, cólicas, dores de cabeça, irritabilidade e choro fácil. E tudo vai embora com a chegada da menstruação. Mas é preciso saber que existem formas de encarar melhor o processo.


Uma boa alimentação é importante. Entre as dicas, estão o consumo de comidas leves, e muita água e chás. Segundo Márcia Gaspar Nunes, doutora do Departamento de Ginecologia da Unifesp, é bem comum a indicação de alimentos como oleaginosas, cacau, banana e aveia. E os efeitos no organismo da mulher têm base científica.

5 Alimentos para Combater a TPM

1. Oleaginosas (feijão, lentilha, ervilhas...)
2. Banana
3. Aveia
4. Peixes de mar profundo
5. Verduras escuras

"A síndrome da TPM é um monte de sintomas misturados. São mais de 150 descritos e é muito comum sentir esses efeitos da menstruação. A alimentação pode ajudar para quadros moderados, que chegam a atingir 40% de mulheres, mas um grupo bem pequeno tem a forma grave e é preciso buscar tratamento", ressalta a doutora.

A sugestão de mudança na dieta vai ajudar as mulheres por conta das mudanças hormonais características do período menstrual. A regulação dos neurotransmissores no cérebro é afetada e alimentos ricos em determinadas vitaminas e minerais pode colaborar para estabilizar as membranas neuronais e criar neurotransmissores.

O triptofano tem um papel importante na transformação serotonina e os alimentos ricos na substância têm um ótimo desempenho colaborando para melhorar o humor. Entre eles, estão oleaginosos (feijão, ervilhas, amendoim e lentilhas), aves, nozes e sementes e peixes (atum, linguado, salmão, sardinha e bacalhau).

A banana também é importante, pois é rica na vitamina B6, que é parte da produção da serotonina. A fruta ainda tem alguns outros micronutrientes que podem ajudar durante o período. Um exemplo é o magnésio, que atua na estabilização da membrana cerebral e auxilia na produção de insulina pelo pâncreas.

O cálcio também é importante, já que contribui com a contração muscular, na transmissão impulso nervoso e no acúmulo de energia dentro da célula. Duas fontes do recurso são as verduras (as mais verdes, como couve e brócolis) e laticínios. Mais um item que ajuda no combate aos sintomas da TPM é o Ômega 3.

Segundo a doutora Márcia, a substância, encontrada em peixes do mar profundo, como sardinha, atum e bacalhau, colaboram com a plasticidade cerebral e acabam tendo um efeito positivo em todo o contexto. Além dos alimentos que ajudam, também é importante que as mulheres estejam atentas a hábitos que atrapalham.

A vontade maior que o costume para o consumo de doces deve ser evitada. "Em vez de, no lanche, ir à padaria comer um quindim, é melhor fazer um lanche rápido com castanha do Pará, por exemplo, que é rica triptofano e vai ajudar a combater os transtornos de humor causados pela TPM", aconselha.

Deixar de lado

Também é importante dar um tempo em bebidas que contenham cafeína (como café e energético) e até dar um tempo no álcool. Isso porque eles têm um efeito irritantes. Os alimentos ricos em sódio também não são uma boa, já que contribuem para o acúmulo de líquido pelo organismo, algo que já é potencializado pela TPM.

Assim, para as mulheres que têm a versão leve da síndrome, pequenas mudanças de estilo de vida e hábitos mais saudáveis podem ajudar, como fazer atividade física. A prática resulta na liberação de endorfina, que colabora na regulação do humor. Mas é importante que sejam atividades agradáveis para a mulher, e não uma obrigação pesarosa.

Fonte: Ministério da Saúde
Leia Mais

14/11/2018

5 Dicas - Massas
14.11.180 Comentários
  1. Faça sempre o recheio para tortas com antecedência ou deixe esfriar antes de usar. Se você colocar o recheio ainda quente, a massa cozinhará antes de ser levada ao forno, ficando com uma aparência pastosa e não muito saborosa.
  2. As panquecas ficarão mais saborosas se você acrescentar no liquidificador, junto com a massa, uma cebola ou um pedaço de queijo.
  3. Acrescente à massa de pizza uma batata cozida. A massa ficará mais leve.
  4. Quando fizer macarrão em casa, use um cabide para secar a massa.
  5. Além do sal, que normalmente vai à água para cozinhar o macarrão, acrescente também um galho de salsa ou manjericão. Assim, a macarronada ficará mais saborosa.
Leia Mais

13/11/2018

Modo de Preparo
13.11.180 Comentários
Você sabia que o modo de preparar os alimentos pode mudar o seu valor nutritivo?
Vegetais crus têm mais nutrientes dos que o que foram cozidos. No cozimento à vapor, a perda é menor do que em água fervente. Isso ocorre porque muito da riqueza nutricional do alimento fica na água. Já as preparações fritas, refogadas ou ensopadas perdem mais do valor por conta da temperatura de preparação e da adição de outros ingredientes, como a gordura. 

alimentação saudavel

Comparação

Cozimento a vapor
A perda é menor do que quando se mergulha o alimento em água fervente. Entretanto, caso não seja possível utilizar o vapor, a água de cozimento pode ser utilizada para a elaboração de caldos caseiros, substituindo os caldos artificiais. A água também pode ser utilizada em diversas preparações tais como sopas, risotos, entre outras, enriquecendo o seu valor nutricional.

Preparações fritas, à milanesa, caramelizadas, refogadas ou ensopadas
Além das perdas provenientes do aquecimento, ocorrem outras alterações na composição nutricional dos alimentos, principalmente devido ao acréscimo de outros ingredientes, como óleos e gorduras, que podem aumentar o valor calórico.

Ingredientes

Gorduras
Gorduras de origem animal, como a manteiga ou gordura de porco, contêm grandes quantidades de gorduras saturadas, relacionadas ao risco de doenças. Apesar de gordura de coco ser de origem vegetal, apresenta valores superiores de gorduras saturadas do que os óleos vegetais.

Os óleos, como de soja, girassol e canola, são os mais utilizados na culinária e apresentam em sua composição maior quantidade de gorduras insaturadas, mais benéficas à saúde, quando consumidas com moderação.

Entretanto, é importante ainda pontuar que alimentos como a manteiga e gordura de porco são muitas vezes produzidos pela própria família, sendo interessante o uso de preparações caseiras e artesanais que valorizem a proximidade das famílias com os alimentos.

Nestes casos, priorizam-se os alimentos in natura e minimamente processados, mas sempre ressaltando a necessidade do seu uso moderado. Dado que o sal, óleos, gorduras e açúcar são produtos usados para temperar e cozinhar alimentos, seu impacto sobre a qualidade nutricional da alimentação dependerá essencialmente da quantidade utilizada nas preparações culinárias.

Legumes em conserva
Legumes em solução de água e sal e, às vezes, vinagre, como conservas de cenoura, pepino ou cebola (assim como ervilha, batata e outros alimentos em conserva), são alimentos processados.

Como outros alimentos em conserva, preservam grande parte dos nutrientes do alimento in natura, mas contém quantidade excessiva de sódio, motivo pelo qual o consumo deve ser limitado.

Frutas cristalizadas
Frutas inteiras adicionadas de açúcar, como as cristalizadas e em calda, são alimentos processados. Como tal, preservam grande parte dos nutrientes do alimento in natura, mas o processamento aumenta excessivamente o conteúdo em açúcar. Como outros alimentos processados, devem ser consumidas em pequenas quantidades e como parte de preparações culinárias ou de refeições onde predominem alimentos in natura ou minimamente processados. Frutas cristalizadas, por exemplo, podem fazer parte de tortas e bolos, e frutas em calda podem ser alternativas ocasionais para sobremesas.

Dicas

Para manter os nutrientes dos alimentos e ainda ter uma alimentação saudável, prefira:
- Alimentos crus (bem lavados)
- Cozidos no vapor
- Com pouca gordura
- Pouco sal ou açúcar

Fonte: Ministério da Saúde
Leia Mais

12/11/2018

Dicas para a Ceia de Natal ou Ano Novo
12.11.180 Comentários
A escolha da decoração, os pratos da ceia, a lista de convidados, os presentes... Organizar as festas de fim de ano exige atenção a uma série de detalhes. Alguns deles podem até ser planejados com um pouco mais de antecedência, para não ter de resolver muita coisa na véspera. 
Mas é na semana que antecede o Natal e o Ano Novo que acontecem, de fato, os preparativos. Confira as dicas para fazer tudo com calma e bom divertimento!

Ano Novo

Comece os preparativos 1 semana antes, assim, nada ficará na correria e a fazendo um pouco por dia você não fica estressada:

7 dias antes

Para dar início aos preparativos, verifique quantas pessoas você convidou e quantas confirmaram presença para a ceia. Caso ainda não tenha escolhido o cardápio, a decoração e os presentes, este é o momento para começar a pensar nesses detalhes. Hoje, aliás, é um bom dia para tirar os enfeites do armário e montar cantinhos natalinos pela casa.

6 dias antes

Escolha as receitas para a ceia e o almoço de Natal e de Ano-Novo.
Faça a lista de compras para cada receita, e também a lista de bebidas.

5 dias antes

Já selecionou os pratos e fez a lista de compras? Então, chegou a hora de ir às compras, mas antes certifique-se de que há espaço suficiente em sua geladeira ou congelador para armazenar os alimentos que necessitam de condições especiais para conservação.

4 dias antes

Verifique se as louças, talheres e toalhas que serão usados na ceia e no almoço de Natal ou Ano Novo precisam de cuidados. Aproveite para escolher alguns enfeites ou velas para decorar a mesa.


3 dias antes

Como nas festas a família se reúne, o melhor é servir à americana (cada um se serve do que quiser), já que pode ser difícil colocar todos sentados à mesa. Por isso, você pode testar se em sua sala dá certo acomodar as comidas na mesa principal e, num aparador, pratos empilhados e talheres enfileirados.

2 dias antes

Que tal fazer presentinhos personalizados? Não precisa ser nada elaborado, mas um pequeno mimo para os convidados levarem. Você pode preparar um saboroso brigadeiro e colocar em forminhas bonitas.
Aproveite e adiante o que conseguir para as receitas que vão ser servidas amanhã. Deixe picado, separado e lavado o que puder ser feito com antecedência.

1 dia antes (véspera de Natal ou Ano Novo)

Hoje é dia de terminar as receitas e aproveitar muito a noite com a família!
Leia Mais

09/11/2018

Risoto de Abobrinha
9.11.180 Comentários
Sou super fã de risoto! Acho risoto uma delícia de fazer e mais delícia ainda de comer. Dá para se fazer risoto de quase tudo e eu adoro a cremosidade final.

abobrinha

Risoto de Abobrinha
(Rende 4 porções - Tempo de Preparo: 1 hora)

2 xícaras de arroz arbório ou carnaroli (próprio para risoto)
1 cebola pequena picada
1 colher (sopa) de manteiga
1 tomate grande picado em cubos pequenos
1 abobrinha média picada
1/3 pimentão vermelho picado (opcional)
2 dentes de alho picadinhos
2 colheres (sopa) de azeite extra virgem
2 litros de caldo de legumes sem sal (se o seu caldo estiver com sal, não precisa colocar sal durante o preparo)
200ml de vinho branco seco
150g de queijo ralado (cuidado para não usar um queijo muito salgado)
sal a gosto

Primeiro, coloque o caldo de legumes para ferver. Quando levantar fervura, mantenha o caldo fervendo em fogo baixo e comece o risoto:
Em uma frigideira em fogo baixo, coloque o azeite, o alho, o pimentão e a cebola. Refogue até a cebola ficar levemente transparente.
Adicione o arroz e mexa até misturar com o refogado. Acrescente o vinho e mexa. Coloque um pouco de sal e vá acrescentando concha por concha a água do caldo de legumes que está aquecida. Faça isso o tempo todo: Coloque uma concha de caldo, mexa até evaporar, coloque outra concha de caldo, mexa até evaporar até o arroz estar perto do ponto.
Então coloque os tomates e a abobrinha. Mexa, prove e corrija o sal se necessário. Continue a preparação até o arroz ficar ao dente (nem duro, nem muito mole).
Quando o arroz estiver ao dente, mas ainda úmido, desligue o fogo, acrescente a manteiga e o queijo e mexa bem para que o queijo e a manteiga derretam e tudo fique bem cremoso.
Se quiser, salpique orégano e sirva imediatamente.
Leia Mais

08/11/2018

Beijinho de Milho Verde
8.11.180 Comentários
Esse brigadeiro de milho verde é uma opção gostosa e diferente para sair do convencional. Agrada adultos e crianças com seu delicioso sabor.

milho verde

Brigadeiro de Milho Verde
(Rende 150 porções - Tempo de Preparo: 30 minutos)

1 lata de leite condensado
200g de milho verde (fresco ou de lata sem a água)
50g de coco ralado
1 colher de sopa de manteiga 
açúcar cristal para cobrir

Bata no liquidificador o leite condensado e o milho. Coloque a mistura em uma panela, acrescente o coco ralado e a manteiga. Leve ao fogo baixo e mexa até começar a desgrudar do fundo. 
Espere esfriar e então modele bolinhas e passe cada bolinha em açúcar cristal antes de colocar em forminhas.

Se preferir, assim que o docinho ficar pronto, ainda quente, distribua em copinhos para servir.
Leia Mais

07/11/2018

Carne na Cerveja
7.11.180 Comentários
Eu adoro carne de panela. Acho que carne com molho saboroso é sempre aquela confort food, aquela comida que aquece o coração.
Essa carne cozida na cerveja fica com molho encorpado de delicioso. Ela combina com muitos acompanhamentos, com purê de batata, arroz branco ou até mesmo como molho para uma massa, é só usar a criatividade.


Carne de Panela com Cerveja
(Rende 8 porções - Tempo de Preparo: 45 minutos)

1,2 Kg de acém em cubos médios
4 cenouras pequenas descascadas e cortadas ao meio
3 colheres (café) de sal
1 colher (chá) de pimenta-do-reino
2 colheres (sopa) de azeite
2 dentes de alho amassados
2 cebolas médias picadas
2 folhas de louro secas
1 xícara (240ml) de água
1 xícara de ervilhas frescas congeladas (opcional)
1 lata de cerveja escura

Tempere a carne com sal e pimenta.
Em uma panela de pressão, em fogo médio, coloque o azeite e refogue o alho. Acrescente o acém, aumente o fogo e mexa até a água secar, obtendo um caldo dourado. 
Adicione a cebola, o louro, as cenouras a água e a cerveja. Tampe a panela e deixe cozinhar por cerca de 30 minutos. (quando a panela começar a chiar, abaixe o fogo e comece a contar o tempo).
Retire a pressão, abra cuidadosamente a panela, adicione as ervilhas, mexa bem, deixe descansar por uns 5 minutos e sirva.
Leia Mais

LinkWithin

Licença Creative Commons
Menu Criativo de Ana Paula Castelli está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

Menu Criativo® é uma marca registrada por Ana Paula Castelli sob nº processo 906768420 no INPI.